15 de abr de 2010

Trespass - In Haze of Time (2002)

De fato, a música é uma linguagem universal e mesmo de países com pouca tradição na música Progressiva é possível ouvir excelentes trabalhos dentro deste gênero. De Israel chegam os Trespass, um trio que com este "In Haze of Time" fizeram a sua estréia em 2002. Gil Stein nas teclas, voz e um pouco de guitarra, Gabriel Weissman na bateria e Roy Bar-tour no baixo fazem-nos regressar no tempo até à incontornável década de 70, já que a música e o ambiente apresentados neste trabalho são bastante revivalistas.

O fato de serem um trio e a guitarra ter pouca predominância leva-nos à inevitável comparação com os Emerson, Lake & Palmer, porém as semelhanças são até algo escassas. Um dos pontos de originalidade desta banda prende-se com uma ligação ao Jazz bastante exposta. Depois segue-se uma dinâmica explosiva proveniente do típico Rock 'n' Roll. Tudo isto, misturado com uma composição extremamente melodiosa e direta e uma performance técnica invejável, resulta num trabalho bastante original.


Curiosamente, Creatures of the Night, o tema de abertura, faz lembrar algum Progressivo brasileiro com uma injeção extra de alegria na seção rítmica e um refrão curto e directo. In Haze of Time acalma um pouco e vai em busca de uma composição mais clássica e elaborada. Um toque de romantismo clássico é dado por uns rasgos de guitarra eléctrica. Aqui, Stein afirma-se, de uma vez por todas, como um grande tecladista! Os dois temas seguintes, Gate 15 e City Lights, juntos perfazem mais de 12 minutos absolutamente extasiantes. Esta reação não é muito comum no Rock Progressivo e, talvez por isso, sabe tão bem! Orphues Suite retoma a composição clássica de In Haze of Time e aqui Stein revela uma aproximação bastante saudável ao estilo de Rick Wakeman.

Troya faz uma viagem em ritmo bastante acelerado por diversos estilos clássicos, acabando por não se centrar em estilo algum, o que leva o tema a perder algum sentido e ficar um pouco mais vazio em conteúdo. Novamente, Wakeman, principalmente no seu período à volta de "Journey to the Centre of the Earth", acaba por ser um bom ponto de referência. Por fim, The Mad House Blues termina o álbum em jeito de brincadeira e, usando as palavras da própria banda, é o Are You Ready, Eddy? dos Trespass...desde essa estréia, a banda mostrou argumentos absolutamente inquestionáveis para mostrar que são musicos que surgiram pra ficar por muito e muito tempo.

Trespass - In Haze of Time (2002)

1. Creatures of the Night 8"29
2. In Haze of Time 6:53
3. Gate 15 7'19"
4. City Lights 5'19"
5. Orphues Suite 5'12"
6. Troya 5'24"
7. The Mad House Blues 5:18


Musicos:

Gil Stein, teclados, vocal, guitarras, recorders.
Gabriel Weissman, bateria.
Roy Bar-Tour, baixo.

http://www.4shared.com/file/36913050/c908937f/Trespass_-_In_Haze_of_Time__2002_by_MR.ht%20ml


Créditos a minha amiga Laís Fioravante

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...