31 de jul de 2008

Stone the Crows - Discografia

Postando aqui no Let's Rock a discografia completa de uma banda que tinha tudo pra estourar mundialmente,mas por algum capricho dos deuses do rock,ficou restrita apenas à sua época,apesar da extrema qualidade de seus discos. Formada no final dos anos 60 em Glasgow, na Escócia, inicialmente como Power-trio, por Maggie Bell e Leslie Harvey no comando, o Stone the Crows iniciou se destacando em barzinhos na sua cidade natal. Após viagens aos Estados Unidos e Inglaterra, a banda foi descoberta por Peter Grant, empresário da mega banda Led Zeppelin. Certamente isto os ajudou um pouquinho em sua caminhada.Renomeada como Stone the Crows, o grupo estreou com seu primeiro álbum em 1970.

O disco, homônimo, conta com várias músicas de outros compositores assim como os vocais divididos entre Maggie Bell e o tecladista John McGinnis. Além destes, a banda era formada por Jim Dewar no baixo, Colin Allen na bateria e Leslie Harvey na guitarra. Alias, Leslie (Les) era o irmão mais novo do cantor Alex Harvey, da maravilhosa Sensational Alex Harvey Band.Apesar de muito interessante, Stone the Crows acabou não alcançado o sucesso esperado. Este disco conta com uma cover de Danger Zone do fundamental Curtis Mayfield, ídolo de Maggie. Em seguida, o grupo entrou em estúdio para gravar Ode to John Law, que recebeu maior destaque nas rádios, e focava o repertório em composições próprias, ao contrário da estréia. Os destaques são a ótima Things are Getting Better e Mad Dogs and Englishman, homônima do disco do Joe Cocker.Como a banda ainda não havia decolado, apesar do bom destaque do segundo álbum, tanto Dewar quanto McGinnis deixaram o grupo dando lugar para o baixista Steve Thompson além do tecladista Ronnie Leahy. As mudanças se mostraram muito interessantes. Teenage Licks, o terceiro álbum, lançado em 1971, exibiu uma banda segura, coesa e contando com grandes canções. O disco é excelente do começo ao fim, com destaque para Big Jim Salter, One Five Eight (ironicamente composta por McGinnis) além de um ótimo cover de Bob Dylan, Don't Think Twice (é impressionante como tantas bandas fazem excelentes versões para as obras primas de Dylan). Sem dúvida, mais uma grande homenagem ao homem. Teenage Licks apresentou a banda ao sucesso. Maggie está cantando como nunca neste álbum, que também traz Les Harvey mandando ver na guitarra além da ótima linha de baixo de Thompson. Alias, Maggie foi eleita como a cantora do ano pela revista Melody Maker. Nesta altura, a banda já excursionava com nomes como David Bowie, T. Rex, Frank Zappa, Roxy Music e MC5, entre outros. Porém nem tudo eram flores na vida do Stone the Crows. Em 3 de maio de 1972, durante um show no Swansea's Top Rank Ballrom, a banda sofreu com uma tragédia: Les Harvey morre eletrecutado quando toca simultaneamente no microfone e na guitarra. A tragédia abalou para sempre os integrantes da banda que jamais se recuperaram da perda de seu guitarrista. Cinéfilos devem ter lembrado da cena, que foi recriada no filme Quase Famosos, de Cameron Crowe. No filme, no entanto, o guitarrista não morre. A vida é bem diferente no cinema. Para terminar a turnê, a banda recebeu o apoio de Steve Howe (sim, o exímio guitarrista do Yes). Eles ainda tentaram recrutar outro músico, Peter Green do Fleetwood Mac, porém este, apesar do bom entrosamento, acabou não ficando com o Stone the Crows. Nesta fase, eles já estavam gravando seu quarto álbum. Para terminá-lo (Harvey já havia gravado 6 faixas), o grupo decidiu chamar o guitarrista Jimmi McCulloch. Apesar de conseguirem terminá-lo, Ontinuous Performance não repete o êxito de Teenage Licks. O álbum é interessante, porém não possui a força do anterior e a banda acaba se separando no inicio de 1973. Maggie Bell ainda se aventurou em uma carreira solo, lançando os discos Queen of the Night e Suicide Sal, ambos de relativo sucesso,e que contam com as ilustres presenças de Jon Lord e Ian Paice. Além disto, ela participou de shows com a banda funk (ops!) Eart Wind and Fire. Por fim, Maggie ainda fez parte de algumas sessões de gravações com o produtor do Cream e baixista do Mountain, Felix Pappallardi, porém estas sessões ficaram perdidas em algum lugar e jamais foram lançadas. Ouvindo Maggie Bell é impossível não se lembrar da cantora Janis Joplin, porém o som da banda lembra muito mais o Faces, do também cantor rouco Rod Stewart (além do pré-stone Ronie Wood). Todos os discos do Stone the Crows foram relançados em CD em 1997 pela Repeirtore Records, podendo ser encontrados com facilidade. Quanto aos vinis, certamente são bem mais difíceis. Assim como o legendário Lynyrd Skynyrd, o Stone the Crows teve sua carreira interrompida por uma tragédia, exatamente no seu melhor momento, deixando sem duvida um belo legado ao mundo do bom, velho, às vezes trágico, mas sempre apaixonante rock and roll .

1. Touch of Your Loving Hand
2. Raining in Your Heart
3. Blind Man
4. Fool on the Hill
5. I Saw America
1. Sad Mary
2. Friend
3. Love
4. Mad Dogs and Englishmen
5. Things Are Getting Better
6. Ode to John Law
7. Danger Zone
8. Things Are Getting Better [Single Version]

1. Big Jim Salter
2. Faces
3. Mr. Wizard
4. Don't Think Twice, It's All Right
5. 'Keep on Rollin'
6. Ailen Mochree - Stone the Crows
7. One Five Eight
8. I May Be Right, I May Be Wrong
9. Seven Lakes

http://www.badongo.com/file/7564680

1. On the Highway
2. One More Chance
3. Penicillin Blues
4. King Tut
5. Good Time Girl
6. Niagara
7. Sunset Cowboy

Part 01-http://www.badongo.com/file/7563036
Part 02-
http://www.badongo.com/file/7563638
SENHA:Lágrima Psicodélica.


Billy Cobham - Spectrum - 1973

Quando ouvi esse disco pela primeira vez, eu não imaginava que depois daquele dia eu nunca mais deixaria de lembrar uma frase que eu disse a respeito da música “Stratus”: “essa música tem que ser ouvida no talo!”. E foi o que fiz.O panamense Billy Cobham já havia adquirido grande respeito desde suas sessões com Miles Davis, em seu revolucionário "Bitches Brew", mas o grande estrondo veio com a Mahavishnu Orchestra, que fez dele um nome super cotado entre músicos de diversos gêneros musicais, no início dos anos 70.A merecida popularidade ajudou-o a lançar esse seu primeiro álbum solo, em 1973. Músicas envolventes, arranjos complexos, muita adrenalina e uma modéstia singular fazem desse disco um trabalho não de baterista para bateristas, mas sim um álbum universal, altamente recomendado para qualquer um que queira ter o prazer de se emocionar com essa pérola do jazz-rock / fusion.Digo modéstia singular porque apesar de ser o disco solo de um grande baterista, todos os outros músicos que aqui participam acabam dividindo a cena com o batera, a começar com “Quadrant 4”, uma paulada no pé da orelha que no início tem o batera e o espetacular tecladista Jan Hammer quebrando tudo. Em seguida vem o baixo pulsante de Lee Sklar, fazendo a “cama” para a entrada triunfal da guitarra quente e esmerilhante do mestre Tommy Bolin, até então um jovem guitarrista que estava chamando a atenção por seu estilo marcante, mestre do pedal delay e com grande versatilidade, vide suas posteriores passagens por bandas como Zephyr, James Gang e Deep Purple.Foi em Spectrum que Bollin chamoou a atenção do mundo da música,arrancando comentários elogiosos de nomes como Jeff Beck,Jimmy Page,David Gilmour e até mesmo do genioso Ritchie Blackmore,que o teria indicado para substitui-lo no Purple.Não vou ficar aqui descrevendo música por música porque esse álbum é indescritível e nada melhor do que você escutá-lo e tirar as suas próprias conclusões, mas vale lembrar que um time de peso participa desse play, como o grande baixista Ron Carter, na música “Spectrum”.Outras músicas que completam o disco são as envolventes “Le Lis” e “Red Baron” e a porrada “Taurian Matador”, mas sugiro que comece a ouvir esse álbum da mesma forma que eu comecei, ou seja, com “Stratus” e o volume no máximo. Aguarde a introdução pois ela reserva uma surpresa incrível assim que Billy Cobham dá a última batida e o baixo entra. FANTÁSTICO!!!!!!!!
Faixas:
1-"Quadrant 4" – 4:20
2-"Searching For the Right Door" – 1:24
3-"Spectrum" – 5:09
4-"Anxiety" – 1:41
5-"Taurian Matador" – 3:03
6-"Stratus" – 9:50
7-"To the Women of My Life" – 0:51
8-"Le Lis" – 3:20
9-"Snoopy's Search" – 1:02
10-"Red Baron" – 6:37

http://rapidshare.com/files/35959915/SPECTRUM.rar

29 de jul de 2008

Around the Next Door - BBM (1994)

Você gosta de Cream?Se a resposta for positiva,o que vc acharia se eles lançassem um disco de inéditas?agora imagine se no lugar de Eric Clapton,esse novo disco do Cream contasse com Jack Bruce e Ginger Backer,mas no lugar do GOD,quem tocasse a guitarra fosse Gary Moore?pois bem,foi isso o que aconteceu em 1994,pois um ano antes,Bruce e Backer se reuniram com Clapton para a apresentação do Cream no rock'n'nroll hall of fame,e,sentindo que ainda tinham muita lenha pra queimar,decidiram reunir a legendária banda,mas com a recusa de Clapton,eles ficaram meio que órfãos,mas não desistiram de lançar algo de novo.Na certa ficaram imaginando quem poderiam recrutar para o lugar,e cogitaram convidar Jeff Beck,mas este estava mais interessado em ficar em casa mexendo em seus carros - Beck é mecânico por hobby,e tem uma ''pequena ''frota particular.Até que um dia,conversando aleatóriamente com Gary Moore,comentaram com ele,que se prontificou à empreitada.É claro que eles toparam,mas também ficou evidente que eles não poderiam usar o nome Cream,e como era moda naqueles anos,decidiram criar banda usando uma sigla com as iniciais de seus nomes,e surgiu então o BBM,um power-trio pra lá de inusitado,com a sonoridade característica dos anos 60/70,tão peculiar ao estilo de cada um desses gênios em seus intrumentos.Paradoxalmente à maldição dos super-grupos,o BBM também não passaria deste début-album,mas ao contrário do histórico dessas reuniões espetaculares,dessa vez saiu coisa boa,muito boa mesmo,e o melhor,um encontro inusitado,inesperado,e incrivelmente surpreendente,com sons muito interessantes,que no mínimo fazem jus á trajetória dos tres gigantes envolvidos.Around the Next Dream é um discaço calcado na guitarra precisa e cheia de feeling de Moore,e na cozinha eficientíssima e já conhecida pelos fãs de Bruce e Backer,e certamente não vai deixar ninguém morrer de saudades de Clapton,já que Moore dá conta do recado,com a competência habitual,e o melhor,com sua inconfudível veia blueseira,que forma uma união perfeita com a cozinha virulenta de Backer e Bruce.

Faixas:
1 Waiting in the Wings 3:43
2 City of Gold 3:57
3 Where in the World 5:23
4 Can't Fool the Blues 5:15
5 High Cost of Loving 5:40
6 Glory Days 4:23
7 Why Does Love (Have to Go Wrong) ? 8:27
8 Naked Flame 6:06
9 I Wonder Why (Are You So Mean to Me) ? 4:59
10 Wrong Side of Town 3:57

Ginger Baker - drums
Jack Bruce - vocal, bass guitar
Gary Moore - vocals, lead guitar

IOMMI-Iommi (2000)

O heavy metal jamais seria o mesmo se ele tivesse sucumbido às adversidades e abandonado sua guitarra....afinal a frente do Sabbath,ele compôs uma quantidade incrível de riffs poderosos e solos impressionantes...Ainda bem que a história teve um final feliz...é difícil imaginar o mundo do rock e a história da guitarra sem os riffs maravilhosos de Iommi...a quantidade de bases impactantes e solos geniais que ele criou durante os anos no Sabbath é enorme.
Estou postando aquí o primeiro disco solo dele que conta com a participação especial de caras como:Dave Grohl,Brian May,Phil Anselmo,Ian Astbury,Ozzy Osbourne,Bill Ward,Billy Idol,entre outros...

Faixas:
1. Laughing Man (in the Devil Mask)
Henry Rollins - Vocals
Terry Philips - Bass
Jimmy Copley - Drums
2. Meat
Skin - Vocals
Ace (Martin Kent) - Guitar
Bob Marlette - Bass
John Tempesta - Drums
3. Goodbye Lament
Dave Grohl - Vocals/Drums
Brian May - Guitar
Laurence Cottle - Bass
4. Time is Mine
Phil Anselmo - Vocals
Laurence Cottle - Bass
Matt Cameron - Drums
5. Patterns
Serj Tankian - Vocals
Laurence Cottle - Bass
Jimmy Copley - Drums
6. Black Oblivion
Billy Corgan - Vocals/Guitar/Bass
Kenny Aronoff - Drums
7. Flame On
Ian Astbury - Vocals
Brian May - Guitar
Laurence Cottle - Bass
Matt Cameron - Drums
8. Just Say No to Love
Peter Steele - Vocals/Bass
Matt Cameron - Drums
9. Who's Fooling Who?
Ozzy Osbourne - Vocals
Laurence Cottle - Bass
Bill Ward - Drums
10. Into the Night
Billy Idol - Vocals
Ben Shepherd - Bass
Matt Cameron - Drums
Tony Iommi - Guitar on all songs.
http://rapidshare.com/files/94159878/Iommi_-_Iommi__2000____128_x_pamoi.rar.html

Fire and Water,- Free (1971)





















O ano de 1970 não poderia começar mais generoso com o Free e com os amantes do bom hard
rock ,com o lançamento deste que foi o seu 3º album e que os alçou ao estrelato,puxado pelo maior sucesso do grupo,All Right Now.Esta faixa, porém, difere um pouco do clima do disco, bem mais tranqüilo que o primeiro, que era puro hard blues, e o segundo que era fortemente influenciado pelo Cream, até no timbre dos instrumentos.Este álbum tem vida própria, vai além da curta história desta fantástica banda. Tudo aqui tem a medida certa. A produção é cuidadosa, desde a capa com a foto desafiadora de olhar arrogante até a contra capa, o jardim, a janela, o tempo meio nublado, esse é o clima do disco, as canções são lentas, meio “chapadas”,viajandonas,densas,e tem arranjos suaves de piano de Andy Fraser fazendo contrapeso ao puro som da Gibson e o inconfundível vibrato de Paul Kossoff,um dos melhores guitarristas de todos os tempos,e profundamente injustiçado,gênio que cansou de receber elogios de Clapton e Ritchie Blackmore,entre outros. Rodgers traz em sua voz rouca os lamentos do blues aliados a memórias de amores (Remember, Oh I Wept, Fire and Water) e desafios a valentões (Mr Big). Nesse disco passaria a fluir, no som do Free, uma maior influência da The Band, por parte de Andy Fraser, o que seria um dos motivos da prematura separação, já que Rodgers e Kossoff queriam algo mais blues.Enfim antes das drogas e dos egos porem tudo a perder, o Free pôs este disco no mundo, e eu os agradeço por isso.
Neste link é possivel encontrar registros da banda ,ainda ''nos cascos'',fazendo versões memoráveis na legendária BBC,como bônus.Como se já não bastassem os petardos da gravação original.

Faixas:
01. Fire And Water
02. Oh I Wept

03. Remember
04. Heavy Load
05. Mr Big
06. Don't Say You Love Me
07. All Right Now
8 - Oh I Wept (Alternate Vocal Take)
9 - Fire And Water (New Stereo Mix)
10 - Fire And Water (BBC Session)
11 - All Right Now (BBC Session)
12 - All Right Now (Single Version)
13 - All Right Now (First Version)



FICHA TÉCNICA
- Paul Rodgers - lead vocals, piano
- Paul Kossoff - guitar
- Andy Fraser - bass
- Simon Kirke - drums

Parte 1 http://www.mediafire.com/?0ym3dcajwwm
Parte 2 http://www.mediafire.com/?0tmd0wx9mxp

28 de jul de 2008

Let's Rock Collection by Apaixonados por Rock'n'Roll vol.1

Confesso que tive um certo receio de fazer esse disco com a
participação do pessoal da comunidade no orkut Apaixonados por
Rock'n'Roll,por se tratar de um fórum muito grande e com uma galera bem
diversificada,e também pelos maus momentos que a comunidade passou há algum tempo.Mas meus receios mostraram-se infundados no período em que a coletânea foi colocada lá para os membros postarem suas sugestões...isso se deve muito ao bom trabalho que a galera da moderação(a quem agradeço desde já pelo espaço) tem feito naquela que é a maior comunidade em número de membros do orkut.Agora quanto a coletânea em sí,cujo o tema é o Hard dos anos 70,eu sou meio suspeito pra falar,pois essa pra mim é a grande fase do roquenroll...confiram aí vários ícones dessa época como Elf,Blue Öyster Cult,Aerosmith,The Who,Thin Lizzy,UFO e muito mais!!!

Faixas:
01- Gettin' Tighter - Deep Purple

02- Baba O'Riley - The Who
03- The Queen - Bang
04- Dark Lady - Scorpions
05- Strutter - KISS
06- Inside Looking Out - Grand Funk Railroad
07- Draw the line - Aerosmith
08- Tush - ZZ Top
09- Rosalie - Thin Lizzy
10- Departhment of Youth - Alice Cooper
11- Cum On Feel The Noize - Slade
12- Wishing Well - Free
13- Chocolate Piano - Orang Utan
14- Rock in the Free World - Neil Young & Crazy Horse
15- Cities On Flame With Rock - Blue Öyster Cult
16- Since I've Been Loving You - Led Zeppelin
17- St. Vitus Dance - Black Sabbath
18- Medusa - Trapeze
19-Hoochie Koochie Lady - Elf
20-Doctor Doctor-UFO
http://rapidshare.de/files/40107312/Let_s_Rock_collection_by_Apaixonados.rar.html

27 de jul de 2008

THE BELLRAYS - Hard, Sweet and Sticky (2008)

Imagine uma banda do pré-punk, como Stooges ou MC5, com Aretha Franklin nos vocais. Essa pode ser a definição mais próxima do som da banda The Bellrays. A voz de Lisa Kekaula realmente lembra a rainha da soul music. A própria banda se define como "Maximum Rock & Soul".
Banda de garagem por natureza o quarteto americano tem no underground seu habitat natural com seu potente som – uma inflamável combinação de soul music com punk rock e pitadas de blues.
Deixo aqui o mais recente álbum do grupo em que se encontra (como aliás em toda a discografia) um inacreditável mix de alma, energia e suingue, com um sentimento jazz.
Bom prá c....!!!!
Faixas:
01. The Same Way (3:43)

02. One Big Party (2:56)
03. Infection (3:50)
04. Coming Down (3:01)
05. Footprints On Water (4:43)
06. Blue Against the Sky (3:49)
07. Psychotic Hate Man (2:01)
08. Fire Next Time (3:36)
09. That's Not The Way It Should Be (3:08)
10. Wedding Bells (6:21)
11. Pinball City (2:19)
Membros atuais:
Lisa Kekaula (Vocais)
Bob Vennum (guitar)
Craig Waters (bateria)
Justin Andres (bass)

novo link
http://rs330.rapidshare.com/files/107987970/The_BellRays_-_Hard_Sweet_And_Sticky.rar
por: Giulianella Furlan

25 de jul de 2008

The First Let's Rock Collection

Primeira coletânea feita pela galera da comunidade do Let's Rock no orkut....o que posso dizer?...é só olhar o track list e conferir,só sonzeira de primeira.O disco abre com um cover do The Who,feito pelo Rush ao vivo,depois um outro live,a incendiária Burn (que foi motivo de uma pequena controvérsia no tópico).Na sequência vem uma sensacional do AC/DC ( Down Payment Blues),postada pela Jenny...obrigado Jenny,essa música é "duca" e me deculpe por ter upado a música na versão do Tommy Shaw gravado no tributo 'We Salute You'...aí vem Johnny Winter,The Leaves,Blue Cheer...entre outros,passando por Pantera num cover do Black Sabbath,Ten Years After,Trapeze,Jimi Hendrix e muito mais...enfim a galera caprichou e aí está o resultado.Obrigado a todos que contribuiram e deixo um convite pra quem não conhece participar da comunidade do blog.
http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=59761397

Faixas:
1- The Seeker - Rush (Who cover ao vivo)
2- Burn - Deep Purple (made in europe)
3- Down Payment Blues - Tommy Shaw (AC/DC cover)
4- Johnny B. Goode(Chuck Berry cover) - Johnny Winter
5- Get Out Of My Life, Woman -The Leaves
6- Backfire - West, Bruce & Laing
7- Out Of Focus - Blue Cheer
8- A Girl I Knew - Steppenwolf
9- That Smell - Lynyrd Skynyrd
10- Planet Caravan - Pantera
11- Choo Choo Mama - Ten Years After
12- Hey You- Pink Floyd
13- Painkiller - Judas Priest
14- The Weight - The Band
15- Medusa _ Trapeze
16- Please Dont Worry - Grand Funk Railroad
17- I Heard It Through The Grapevine - Creedence Clearwater Revival
18- The Wind Cries Mary - Jimi Hendrix
19- Gonn - Don't Need You're Lovin' - Gonn
20- Slow Ride - Foghat
bônus track: Through The Fire - Larry Greene
http://rapidshare.de/files/40081498/The_First_Let_s_Rock_Collection.rar.html

13 de jul de 2008

Jethro Tull - Best Of Acoustic / 2007

Cd roubado descaradamente do Hard & Heavy do brother Dagon,e como ele disse...sem palavras para essa banda né galera?Apesar de não ser nem Hard e nem Heavy não tm quem não curta essa banda. Este ai é pra dar uma relaxada e viajar no som dos caras, este disco é o melhor que essa banda produziu nos 40 anos de carreira em versões acústicas. São 24 músicas!!! Divirtam-se.
Faixas:
1. Fat Man (2001 Digital Remaster)
2. Life Is A Long Song (2001 Digital Remaster)
3. Cheap Day Return
4. Mother Goose
5. Wond'Ring Aloud
6. Thick As A Brick (Edit No 1) (2001 Digital Remaster)
7. Skating Away (On The Thin Ice Of The New Day) (2002 Digital Remaster)
8. Cold Wind To Valhalla (Intro) (2002 Digital Remaster)
9. One White Duck/010 = Nothing At All (2002 Digital Remaster)
10. Salamander (2002 Digital Remaster)
11. Jack In The Green (2003 Digital Remaster)
12. Velvet Green (2003 Digital Remaster)
13. Dun Ringill (2004 Digital Remaster)
14. Jack Frost And The Hooded Crow (2007 Digital Remaster)
15. Under Wraps #2 (2005 Digital Remaster)
16. Jack A Lynn (1993 Digital Remaster)
17. Some Day The Sun Won't Shine For You
18. Broadford Bazaar (2007 Digital Remaster)
19. The Water Carrier (2000 Digital Remaster)
20. Rupi's Dance
21. A Christmas Song
22. Weathercock (2003 Digital Remaster)
23. One Brown Mouse (2007 Digital Remaster)
24. Pastime With Good Company
http://sharebee.com/486129b5

Slaves To Gravity - Scatter The Crown (2008)

"Scatter The Crow" é o álbum debut do quarteto londrino formado em 2006, Slaves To Gravity. Três dos músicos deste grupo são oriundos de outra formação de estilo semelhante, The Ga Gas, que não foi muito longe.
Misturando influências, desde o grunge até o hard rock, a banda mostra ter um bom potencial, já que não falta qualidade a esse primeiro trabalho.As músicas são todas poderosas e o álbum cativou-me logo na primeira audição.
Para fãs de: Soundgarden, Foo Fighters e Alice in Chains
Faixas:
1 Heaven Is A Lie
2 She Says
3 Big Red
4 Meantime
5 Too Late
6 Doll Size
7 LG Halo
8 My Poor Hand
9 Gutterfly
10 Mr Regulator
11 Burning Robe
12 Pluto
13 Rosa And The Ocean Blue

Membros:
Tommy Gleeson - Vocals, Guitar
Toshi Ogawa - Bass, Backing Vocals
Jason Thomopoulos - Drums
Mark Verney - Lead Guitar


Tá na rende:

http://rapidshare.com/files/104919599/Slaves_To_Gravity-Scatter_The_Crow-2008.rar
por Giulianella Furlan

ALVIN LEE & MYLON LEFEVRE- On the Road to Freedom

Acabei de roubar esse play do meu brotherzaço Fuck the System ,ultimamente o cara está numa fase Southern e baixo sem medo o que ele me indica,então aí vai o post completo dele lá na 4ever..."Imagine dois grandes amigos. O primeiro, um incensado guitar hero e líder de uma das grandes bandas de todos os tempos e que já a essa época, fazia parte definitiva da história do rock; o outro, um cantor folk gospell, ex-membro da Atlanta Rhythm Section, de pouca expressão e
talento apenas...é isso aí, apenas.
A primeira impressão que tive quando um amigo comprou, 'imported', esse Lp de Alvin Lee com o grande... 'QUEM?'... foi de estranheza. Olhava a capa com todo
aquele ambiente bucólico, a contracapa, encarte com fotos de Lee e o ilustre desconhecido LeFevre com violões...huummm... sei não. Afinal, é normal que até os 15 só queiramos ouvir 'porrada' e meu headbanger-mirim, ainda com 12, é a prova viva desta minha tese. No entanto, foi só a agulha do pick-up anunciar, misturados a alguns 'plocs', os primeiros acordes de 'On The Road To Freedom' que meus receios se dissiparam completamente. Não, absolutamente, não era diferente do que eu imaginava. Era realmente um trabalho predominantemente acústico, mas de uma unidade e maturidade impressionantes.
Mas é lógico que, mesmo que a música de trabalho fosse a deliciosa balada
acústica 'So Sad(No Love Of His Own)', quando a octanagem sobe em 4 ou 5 groovies de blues rock a coisa fica 'séria' pois Lee o faz com tanta maestria que consegue se desvencilhar, quase que por completo, do estilo Ten Years After.
Bom, se isso tudo que escrevinhei ainda não lhe convenceu a se atracar a esse link, vamos ao tiro de misericórdia: o álbum tem participações mais do que especiais de Steve Winwood, Jim Capaldi, Ron Wood, Mick Fleetwood, entre outros. Ah, tá fazendo jogo duro? Então vou mirar na testa: que tal George Harrison?"

Faixas:
01- On the Road to Freedom
02- The World Is Changing
03- So Sad (No Love of His Own)
04- Fallen Angel
05- Funny
06- We Will Shine
07- Carry My Load
08- Lay Me Back
09- Let'em Say What They Will
10- I Can't Take It
11- Riffin'
12- Rockin' Till the Sun Goes Down
13- So Sad


https://rapidshare.com/files/1598713659/AlLee-MyLeFevre.rar

senha: hanalex

Audioslave Discografia


A história do Audioslave é muito confusa,um verdadeiro samba do crioulo doido. Zack de la Rocha, a voz do Rage Against the Machine deixa a banda outubro de 2000 para seguir carreira solo, enquanto os três remanescentes partiam para a busca de um novo vocalista. O futuro do Rage Against the Machine era incerto. Em Los Angeles, por sugestão do produtor Rick Rubin, os três integrantes da banda, a saber: Tom Morello (guitarra), Tim Commerford (baixo) e Brad Wilk (bateria) receberam o vocalista Chris Cornell para um ensaio.
Cornell vinha de uma longa e bem sucedida carreira no Soundgarden, que durou até 1997, e já havia lançado um álbum solo, Euphoria Morning, em 1999. A repercussão de seu trabalho solo, mais melódico e menos pesado, foi modesta, dividindo muitos dos antigos fãs do Soundgarden, embora Chris mantivesse um público cativo que viabilizava sua carreira.
A "química" entre os ex-Rage Against the Machine e o ex-Soundgarden surpreendeu até os próprios músicos, em pouquíssimo tempo uma banda nova estava surgindo. Mas para que o projeto fosse adiante, os músicos tiveram que enfrentar vários inconvenientes:
Gravadoras: existiam contratos em vigor com duas gravadoras distintas, e rivais. De um lado a Epic/Sony Music do Rage Against the Machine e de outro a A&M/Interscope do grupo Universal, gravadora de Chris Cornell. Através de um acordo raro na indústria fonográfica, que não foi conseguido sem que houvesse muita negociação, foi permitido aos músicos seguir em frente.

por pouco, o Audioslave não acabou antes mesmo de começar. Além de contar com duas gravadoras, a banda inicialmente contava com dois times de empresários.De um lado, a empresa que cuida da carreira de Chris Cornell e de outro a empresa que defendia os interesses do Rage Against the Machine. Com tanta gente dando palpites, não foi muito difícil acontecerem os primeiros conflitos. Em março de 2002, o Audioslave (que ainda sequer tinha definido o nome da banda) anunciou a participação na turnê Ozzfest.Com tudo definido, datas e horários dos shows (o Audioslave seria um headliner, a atração principal), Chris Cornell anuncia que está fora. Tanto da turnê Ozzfest como da banda em si. Foi um novo choque para a base de fãs do Soundgarden/Rage Against the Machine. Mas a gravadora Epic continuou anunciando que o disco seria lançado e em pouco tempo Cornell estava de volta para ficar. E a partir de então, o grupo passou a contar com apenas um manager, da empresa The Firm, de Los Angeles. Primeiro, o projeto foi batizado Civilian (na época do Ozzfest, era assim que o grupo era conhecido). Mas acontece que já existia uma banda de nome Civilian, e foi preciso procurar outro nome. Chris Cornell sugeriu Audioslave e ninguém na banda ousou discordar. Só que também já existia um Audioslave! Desta vez, a banda resolveu entrar em acordo (por acordo, leia-se $$$) com a banda homônima para continuar sendo Audioslave.
O disco "Audioslave", chegou finalmente as lojas em novembro/02 e fez um moderado sucesso desde então (ganhou disco de ouro pela venda de 500mil cópias ainda antes do final de 2002). A estréia do Audioslave nos palcos foi no programa Late Show with David Letterman no dia 25 de novembro, ainda em 2002. Depois de mais alguns shows isolados no currículo em dezembro, a banda fez uma extensa turne mundial,e somente em 2005 foi lançado seu segundo disco,o excelente Out of Exile,e no ano seguinte,seu último trabalho,Revelations.Vale muito a pena baixar a pequena,mas de alta qualidade discografia dessa que tinha tudo pra ser uma superbanda,chega ao fim no ano seguinte, com o anúncio de uma reunião do Rage Against the Machine durante o Festival Coachella de 2007 e com Chris Cornell anunciando sua saída da banda, alegando “diferenças irreconciliáveis”.Mas os caras deixaram um belo legado.
Audioslave,lançado em 2002:
01. Cochise
02. Show Me How To Live
03. Gasoline
04. What You Are
05. Like a Stone
06. Set it Off
07. Shadow On The Dun
08. I Am The Highway
09. Exploder
10. Hypnotize
11. Bring’ Em Back Alive
LINK:
Out of Exile,2005:
01. Your Time Has Come
02. Out of Exile
03. Be Yourself
04. Doesn't Remind Me
05. Drown Me Slowly
06. Heavens Dead
07. The Worm
08. Man or Animal
09. Yesterday to Tomorrow
10. Dandelion
11. #1 Zero
link:
Revelations,2006:
01. Revelations
02. Once & The Same
03. Sound Of A Gun
04. Until We Fall
05. Original Fire
06. Broken City
07. Somedays
08. Shape Of Things To Come
09. Jewel Of The Summertime
10. Wide Awake
11. Nothing Left To Say But
LINK:
SENHA
Senha:http://www.eurekatemtudo.blogspot.com/
Baixar em torrent:

9 de jul de 2008

A.R.M.S. - 1983-12-02 - San Francisco

Dia 2 de Dezembro de 1983, San Francisco foi palco do já legendário A.R.M.S. Concert, um show beneficente para arrecadar fundos para o combate à esclerose múltipla. O homenageado foi Ronnie Laine, ex-baixista do The Faces, que sofria de doença. Nesse disco, Eric Clapton e Steve Winwood tocam vários de seus hits e clássicos do blues. A banda estelar também tem Joe Cocker vocal,Paul Rodgers vocal, Jeff Beck e Jimmy Page nas guitarras e outras feras...me parece que essa é a primeira reunião dos 3 guitarrístas depois dos Yardbirds. Um show inesquecível!
Faixas:
01 - Introduction
02 - Eric Clapton - Everybody Oughta Make A Change
03 - Eric Clapton - Lay Down Sally
04 - Eric Clapton - Wonderful Tonight
05 - Eric Clapton - Rita Mae
06 - Eric Clapton - Sad Sad Day - Have You Ever Loved A Woman? - Ramblin' On My Mind
07 - Eric Clapton - Cocaine
08 - Eric Clapton - Don't Talk To Me (Joe Cocker vocal)
09 - Eric Clapton - Watching The River Flow (Joe Cocker vocal)
10 - Eric Clapton - Worried Life Blues (Joe Cocker vocal)
11 - Eric Clapton - You Are So Beautiful (Joe Cocker vocal)
12 - Eric Clapton - Seven Days (Joe Cocker vocal)
13 - Eric Clapton - Feelin' Alright (Joe Cocker vocal)
14 - Jeff Beck - Star Cycle
15 - Jeff Beck - The Pump
16 - Jeff Beck - Definitely Maybe
17 - Jeff Beck - Blue Wind
18 - Jeff Beck - People Get Ready (Andy Fairweather-Low vocal)
19 - Jeff Beck - Going Down (Andy Fairweather-Low vocal)
20 - Jimmy Page - Prelude
21 - Jimmy Page - Who's To Blame? (Paul Rodgers vocal)
22 - Jimmy Page - City Sirens (Paul Rodgers vocal)
23 - Jimmy Page - Boogie Mama (Paul Rodgers vocal)
24 - Jimmy Page - Bird On A Wing (Paul Rodgers vocal)
25 - Jimmy Page - Stairway To Heaven (Clapton, Beck & Page)
26 - All - Layla (Clapton, Beck & Page)
27 - All - With A Little Help From My Friends (Joe Cocker lead vocal)
28 - All - Goodnight Irene (Ronnie Lane lead vocal)
http://rapidshare.com/files/118525384/1983-12-02.part1.rar
http://rapidshare.com/files/118335046/1983-12-02.part2.rar
http://rapidshare.com/files/118335129/1983-12-02.part3.rar
http://rapidshare.com/files/118525298/1983-12-02.part4.rar
mirror :
http://www.megaupload.com/?d=X14MU3P5
http://www.megaupload.com/?d=WZFM8G0I
http://www.megaupload.com/?d=6FO4VLRT
http://www.megaupload.com/?d=HEL551LX

Led Zeppelin - Cabala Bootleg Compilation (8 Cds)

Box contendo 8 discos,esse pirata é raríssimo e muito disputados por fans do Led,reune gravações raras, incluindo apresentações ao vivo do Led e material dos músicos em suas carreiras pré-Zeppelin...eu achei em torrents e ia upar,mas agora quando estava me preparando pra postar aquí,achei as capas em um site gringo muito bom,o Taringa..e já tinha os links todos em perfeito estado,e pra minha surpresa os links são do pessoal do Lágrima Psicodelica,então deixo aquí os devidos créditos a esse grande blog...Divirtam-se!!!Disco 1
O primeiro disco tras canções embrionárias do Led Zeppelin e músicas de seus integrantes em
bandas anteriores,B-sides que nunca sairam em disco oficial...

01. I’m Confused

02. Train Kept A Rollin’
03. She Just Satisfies
04. Keep Movin’
05. You Better Run
06. Everybody’s Gonna Say
07. Our Song
08. Long Time Coming
09. I’ve Got A Secret
10. Goodnight Sweet Josephine
11. Think About It
12. Hey Hey What Can I Do
13. Psychodasies
14. Happenings Ten Years Times Ago
15. Stroll On
16. My Babe Left Me
17. A Certain Girl
18. Leave My Kitten Alone
19. Surprise Surprise
20. How Do You Feel
21. Jim’s Blues
22. Traveling Riverside Blues
23. The Girl I Love
http://www.badongo.com/file/3334619
Disco 2
Ao vivo nos estúdios da BBC em Londres (16 de Junho, 1969)

1. Whole Lotta Love

2. Something Else
Ao vivo no the Fillmore West, Jan. 9, 1969
3. You Can’t Judge a Book By the Cover (Killing Floor)

4. Babe I’m Gonna Leave You
5. Pat’s Delight
Ao vivo no The Texas International Pop Festival, Agosto 31, 1969
6. How Many More Times Jam

7. Communication Breakdown
Ao vivo no Newport Jazz Festival, Newport, Rhode Island, USA, 6 de Julho de 1969
8. As Long As I Have You Jam
http://www.badongo.com/file/3334926

Disco 3
Ao vivo no Dorten Auditorium, Raleigh, North Carolina, USA, 7 de Abril de 1970

1. Organ Solo/Thank You

2. Bring It On Home
“The Making of Friends” ensaio gravado com the Bombay Symphony Orchestra, Bombay, India, 1970
3. Making of Friends l

4. Making of Friends II
Gravado no Hedley Grange, Hampshire, durante sessões em 1970
5. That’s The Way

6. Friends

7. Hey Hey What Can I Do

8. Instrumental Jam (with John Paul Jones and Jimmy Page)
Ao vivo no Playhouse Theatre,Londres, 25 de março, 1971
9. Immigrant Song

10. Heartbreaker

11. Black Dog

12. Stairway to Heaven

13. Goin’ To California
http://www.badongo.com/file/3313570
Disco 4
Ao vivo em Londres no Playhouse Theatre,25 de Março 1971

1. That’s The Way

2. What Is and What Should Never Be
Gravado ao vivo no Olympic Studios,em Março de 72
3. That’s the Way

4. Blues Medley

5. Since I’ve Been Loving You
Gravado ao vivo no Olympic Studios Maio de 72
6. That’s the Way

7. Blues Medley

8. Since I’ve Been Loving You

9. No Quarter (ensaio instrumental)

10. No Quarter (final take)
Gravado ao vivo em Londres durante a turnê mundial de 73
11. Dazed and Confused

12. Celebration Day
http://www.badongo.com/file/3313318

Disco 5
Gravado ao vivo em Mobile, Alabama, ‘73

1. Whole Lotta Love
Gravado ao vivo no “The Forum”, 3 de Junho de 73, Los Angeles, CA
2. Dancing Days
Gravado ao vivo em Londres durante a turnê mundial de 73

3. The Song Remains The Same

4. Rain Song
Gravado em Novembro ’73 at Boleskine House, Lochness, Scotland.

5. The Light Bearer

6. Take Two

7. Take Three

8. Take Four

9. Take Five

10. Take Six

11. Take Seven

12. Take Eight
http://www.badongo.com/file/3312967
Disco 6
Gravado ao vivo durante sound check no Metropolitan Sport Center, 17 de janeiro de 75
1. Schooldays

2. Nadine

3. Around and Around

4. Move on Down the Line

5. Love Me Like a Hurricane

6. Move It

7. Dynamite

8. Shakin’ All Over

9. Hungry For Love

10. I’ll Never Get Over You

11. Reelin’ and Rockin’

12. Strawberry Jam I

13. Strawberry Jam II

14. Wanton Song

15. The Rover I

16. The Rover II

17. Night Flight I

18. Night Flight II

19. Night Flight III
Gravado ao vivo no Memorial Auditorium, Dallas, 4 de março de 75
20. Rock and Roll

21. Sick Again

22. Over the Hills and Far Away
Gravado ao vivo no L.A. Forum, 24 de junho de 75
23. In My Time of Dying
http://www.badongo.com/file/3302714

Disco 7
Gravado ao vivo no Polar Studios, Stockholm, Sweden 1977
1. All My Love
Gravado ao vivo no Richfield Coliseum,28 de abril 77
2. Since I’ve Been Loving You

3. Ten Years Gone

4. Black Country Woman

5. Bron-Y-Aur Stomp
Zurich June 29, 1980
6. White Summer

7. Kashmir

8. Trampled Underfoot

9. Achilles Last Stand
Gravado ao vivo em Frankfurt durante a Tour Over Europe 1980
10. Money
Gravado ao vivo em Rotterdam durante a Tour Over Europe 1980
11. Hot Dog
Gravado ao vivo em Zurich, Switzerland, June 29, 1980
12. Train Kept-A-Rollin’ 13. Nobody’s Fault But Mine
http://www.badongo.com/file/3303152
Disco 8
Gravado ao vivo em Brussels, June 20, 1980

1. Whole Lotta Love

2. Kashmir
Gravado ao vivo no 40th Anniversary of Atlantic Records, NY 1988 (May 14, 1988) 3. Heartbreaker

4. Whole Lotta Love

5. Misty Mountain Hop

6. Stairway to Heaven
The Last Concert at Eissporthalle Berlin, July 7, 1980
7. Black Dog

8. In the Evening

9. Rain Song

10. Since I’ve Been Loving You

11. Rock and Roll
http://www.badongo.com/file/3303590
senha:lagrimapsicodelica

5 de jul de 2008

Deep Purple - Listen, Learn, Read On (6 CD box) 2002

Box com 6 cds lançado em 2002 que passa por toda a carreira do Purple e seus integrantes e ex- integrantes.São B-sides,gravações raras,outakes,sons ao vivo que ficaram de fora de discos oficiais,enfim,diversão garantida pra todo fã do Deep Purple.
DISC 1: Pre Deep Purple + Mk1 (1968-1969)

1. Keep A Knockin' (The Outlaws feat. Ritchie Blackmore)
2. You'll Never Stop Me Loving You (M.I.5. feat. Rod Evans & Ian Paice)
3. Only Time Will Tell (M.I.5. feat. Rod Evans & Ian Paice)
4. Send For That Girl (Johnny Kidd & The Pirates feat. Nick Simper)
5. Porcupine Juice (Santa Barbara Machine Head feat. Jon Lord)
6. I Can See Through You (Episode Six feat. Ian Gillan & Roger Glover)
7. Mr. Universe (Episode Six feat. Ian Gillan & Roger Glover)
8. Medusa (Trapeze feat. Glenn Hughes)
9. Does Anybody Really Know What Time It Is? (The Government feat. David Coverdale)
10. See My People Come Together (Zephyr feat. Tommy Bolin)
11. Hush
12. Help
13. Shield
14. Listen, Learn, Read On
15. Kentucky Woman
16. Playground (The Book Of Taliesyn instrumental outtake)
17. Emmaretta 18. The Bird Has Flown (US single b-side)

DISC 2: Deep Purple Mk1 & Mk2 (1969-1970)

1. Why Didn't Rosemary
2. Hallelujah
3. Ricochet (BBC session Aug 11 1969)
5. Hush (Royal Albert Hall Sep 24 1969)
6. Concerto, Third Movement (Reprise) (Royal Albert Hall Sep 24 1969)
7. Wring That Neck (Montreux Oct 4 1969)
8. Jam Stew (BBC session Oct 31, 1969)
9. Speed King (BBC session Oct 31, 1969)
10. Cry Free (In Rock outtake)
11. Hard Loving Man (BBC session Apr 21 1970)
12. Bloodsucker (BBC session Apr 21 1970)
13. Living Wreck (BBC session Apr 21 1970)
14. Studio Chat / Jam (In Rock outtake)
15. Flight Of The Rat

DISC 3: Deep Purple Mk2 (1970-1971)
1. Mandrake Root (Stockholm Nov 11 1970)
2. Grabsplatter (BBC session Sep 23 1970)
3. Child In Time (BBC session Sep 23 1970)
4. Jon Lord Interview (BBC session Sep 23 1970)
5. Black Night (BBC session Sep 23 1970)
6. Into The Fire (BBC session Sep 23 1970)
7. Fools (Fireball outtake)
8. Fireball
9. No One Came
10. Demon's Eye

DISC 4: Deep Purple Mk2 & Mk3 (1971-1974)
1. No No No (German TV Sep 1971)
2. Highway Star (German TV Sep 1971)
3. Smoke On The Water (quad mix)
4. Never Before (quad mix)
5. When A Blind Man Cries (single b-side)
6. Strange Kind Of Woman (BBC Paris Theatre Mar 9 1972)
7. Lazy (Tokyo Aug 17 1972)
8. Black Night (Osaka Aug 16 1972)
9. Woman From Tokyo
10. Smooth Dancer
11. Mary Long (Roger Glover 1999 remix)
12. Burn
13. Might Just Take Your Life

DISC 5: Deep Purple Mk3 (1974)
1. Sail Away
2. Coronarias Redig (instrumental single b-side)
3. You Fool No One (Ontario Apr 6 1974)
4. Mistreated (San Diego Apr 9 1974)
5. Space Truckin' (Kilburn May 22 1974)

DISC 6: Deep Purple Mk3 & Mk4 (1974-1976)

1. Stormbringer (quad mix)
2. Soldier Of Fortune (quad mix)
3. Hold On (quad mix)
4. Highball Shooter (instrumental)
5. The Gypsy (Paris Apr 7 1974)
6. Drifter (rehearsal) (California June 1975)
7. Dance To The Rock N Roll (jam) (California June 1975)
8. This Time Around/Owed To "G"
9. Love Child
10. Wild Dogs (Tokyo Dec 15 1975)
11. Lady Luck (Los Angeles Feb 27 1976)
12. Getting Tighter (Los Angeles Feb 27 1976)
13. You Keep On Moving
http://rapidshare.com/files/84118181/2002_Listen__Learn__Read_On.part11.rar http://rapidshare.com/files/84112445/2002_Listen__Learn__Read_On.part10.rar http://rapidshare.com/files/84097886/2002_Listen__Learn__Read_On.part09.rar http://rapidshare.com/files/84083922/2002_Listen__Learn__Read_On.part08.rar http://rapidshare.com/files/84070590/2002_Listen__Learn__Read_On.part07.rar http://rapidshare.com/files/84056761/2002_Listen__Learn__Read_On.part06.rar http://rapidshare.com/files/84043543/2002_Listen__Learn__Read_On.part05.rar http://rapidshare.com/files/84030847/2002_Listen__Learn__Read_On.part04.rar http://rapidshare.com/files/84018251/2002_Listen__Learn__Read_On.part03.rar http://rapidshare.com/files/84006277/2002_Listen__Learn__Read_On.part02.rar http://rapidshare.com/files/83993239/2002_Listen__Learn__Read_On.part01.rar

Black Stone Cherry -

Black Stone Cherry é uma banda americana do Kentucky formada por quatro amigos: Chris Robertson (vocais/guitarra), Ben Wells (guitarra/vocais), Jon Lawhon (baixo/vocais) e John Fred Young (bateria/vocais).
Depois de terem se tornado ídolos locais, o quarteto lançou um Ep intitulado "Hell & High Water" o que garantiu um contrato com a gravadora Roadrunner. Na sequência, gravam o disco homônimo que disponibilizamos aqui, acrescido de 2 faixas bônus de seu primeiro lançamento, "Big City Lights"e "We Are The Kings".
Em 2007 lançam o EP "Rain Wizar"' e, ao final do ano, "Live At The Astoria, London(31.10.07)" com apenas 1000 cópias.
Um som competentíssimo, um vocal poderoso, uma mescla de southern rock, pós-grunge e hard rock, com pitadas da velha escola do blues.
Uma banda com enorme potencial, pode baixar sem susto, vai agradar na certa.
Faixas:
1. Rain Wizard
2. Backwoods Gold
3. Lonely Train
4. Maybe Someday
5. When the Weight Comes Down
6. Crosstown Woman
7. Shooting Star
8. Hell & High Water
9. Shapes of Things
10. Violator Girl
11. Tired of the Rain
12. Drive
13. Rollin' On
14. Big City Lights (bonus)
15. We Are the Kings (bonus)
por:Giulianella Furlan

Black Rose - Boys Will Be Boys

Black Rose foi formado em 1979 na Dinamarca, durou pouco tempo, e só depois de 20 anos foi publicado o único trabalho da banda, pelo ex-vocalista King Diamond (Kim Bendix Petersen).Na mesma época King tinha uma outra banda Mercyful Fate, onde optou por ser sua banda oficial,King desde o começo já apresentava presença teatral.
King permanece no Mercyful Fate até os dias de hoje. King Diamond também tem projeto solo que usa seu próprio nome fictício.Uma banda fora do normal talentosa de mais,nem sei o que seria se o King continuase no Black Rose,sem duvida sucesso,acredito que desde 1979 a banda não toca.
Estou postando aquí o disco Boys Will be Boys de 1984
Faixas:
01-Boys Will Be Boys
02-We're Gonna Rock You
03-Just Wanna Be Your Lover
04-Baby Believe Me
05-No Point Runnin'
06-Fun And Games
07-First Light - Burn Me Bliend
08-Stand Your Ground
09-Knocked Out

Roubado do meu brother Fuck

Year Long Disaster

O Year Long Disaster é uma banda americana de Los Angeles, Califórnia, e que já nasceu impondo respeito: Daniel Davies, guitarrista e vocalista é filho de ninguém mais ninguém menos do que Dave Davies, do The Kinks; enquanto o baixista Rich Mullins é ex-membro da lendária banda instrumental Karma To Burn, que acabara em 2001. Com muitas influências clássicas no seu trabalho, a banda mostra a que veio no seu auto-intitulado EP de estréia, que contém cinco faixas e foi lançado em 2005 pela gravadora Ovrcast Collect. Começam uma turnê nacional, e vão adquirindo cada vez mais popularidade. Em 2007 assinam um contrato de gravação com a Volcom Entretenimento e lançam seu primeiro álbum homônimo. Nesse disco o que se ouve são influências do blues, de Sabbath, dos Kinks (é claro!), de Cream e Soundgarden já que o vocal de Daniel é bem rasgado, e até mesmo de southern rock. Esse é um disco vigoroso e surpreendente que vale a pena conhecer. Imagino que esse grupo tenha um futuro promissor!
Faixas:
1 Per Qualche Dollaro In Piu
2 Leda Atomica
3 Cold Killer
4 Destination
5 The Fool And You
6 Sapphire
7 It Ain't Luck
8 Let Me Down
9 Galea Aponeurotica
10 Swan On Black Lake
11 Bonus Track 1
por: Giulianella Furlan

4 de jul de 2008

Psychedelic Let's Rock Collection

Coletânea Psicodélica montada pela galera da RARF...agradeço aqui a todos que participaram e enjoy!!!
Faixas:
01-Nirvana - Wings Of Love
02-13 th Floor Elevator - You've Gonna Miss Me
03-Pink Floyd - Interstellar Overdrive
04-Cream - N.S.U.
05-Band Of Gypsys - Machine Gun
06 - Casa das Máquinas -Lar de maravilhas
07-Blues Magoos-Tobacco Road
08 Iron Butterfly - In The Time Of Our Lives
09- Grateful Dead-Crazy Fingers
10- The Beatles- Being for the Benefit of Mr. Kite!
11-Electric Prunes - I Had Too Much To Dream Last Night
12- Iron Butterfly-In-A-Gadda-Da-Vida
13-jefferson airplane - somebody to love
14-Strawberry Alarm Clock - Incense and peppermints
15-Tangerine Dream - In The Room Of Percussion
16-The Collectors - Grass and Wild Strawberries- Things I Remember
17-The Doors - Riders On The Storm

Oba!!!...chegamos a milésima visita...gostaria de agradecer a todos que visitaram e continuam prestigiando o blog,de verdade,obrigado,pois apesar de ser uma diversão pra mim,o legal é que as pessoas vejam essa diversão.

Há 3 dias eu e os colaboradores do blog,o Marcelo e a Giulianella,criamos uma pequena comunidade no orkut,com o intuito de reunir essa galera que conhece e prestigia o Let's Rock,a coisa tá pequena em número de membros ainda,mas o objetivo principal nem é ter milhares de membros e sim a gente mesmo que passa por aquí e se conhece principalmente lá da Rock'n'Roll Forever,a quem também quero deixar um agradecimento especial a todos que participam,mas principalmente ao Fuck,Anderson,Maicol,Caetano,Ekaterina,Cainã...e toda a galera da RARF(desculpe não citar todos),pelo o apoio de sempre.

Valeu pessoal e está aquí o link da comunidade do blog,gostaria de ver voces todos lá.Obrigado!

2 de jul de 2008

Tommy Bolin - The Ultimate (2CD Box Set, 1989)

Esta retrospectiva do saudoso guitarrista vinha em uma caixa tamanho LP com 2 CDs e um excelente livro com biografia e fotos espetaculares. Os disquinhos dão uma retrospectiva da carreira do Bolin com uma média de 2 faixas de cada disco que ele gravou e mais uma faixa inédita até então.O primeiro grupo profissional de Tommy Bolin foi o Zephyr, formado em 1968 por Bolin e pelo casal Candice Givens (vocalista) e David Givens (baixo) e mais John Faris (teclados) e Robbie Chamberlain(bateria). A música do grupo era uma mistura de rock, funk, jazz, blues e em 1969 foram contratados pelo selo Probe. O primeiro disco, homonimo, saiu no mesmo ano. O segundo disco do Zephyr saiu pelo selo Warner Brothers. "Going Back To Colorado" saiu em 1971, gravado no famoso estúdio Electric Ladyland. Depois de dois anos de muitas tours, o grupo evoluiu muito e tocava muito mais desenvolto. Houve uma troca de bateristas, Bobby Berge sendo o substituto. Mas Tommy se desencantou com o rumo que o som do Zephyr havia tomado. Assim, junto com Berge, eles sairam em 1972 e formaram o Energy, junto com o flautista Jeremy Steig, Tom Stepherson (teclados) e Stanley Sheldon (baixo). O Energy tinha uma natureza mais voltado à fusão de rock e jazz, sendo seu forte as improvisões e longas jam sessions. Eles chegaram a gravar várias demos, mas nenhuma gravadora se interessou e o grupo acabou encerrando atividades sem gravar nenhum disco. Várias faixas apareceram mais tarde em coletaneas de faixas inéditas de Bolin. Alem disso, "Lady Luck", que mais tarde apareceu no "Come Taste The Band" do Deep Purple e "Dreamer" do disco solo "Teaser" de Bolin tiveram sua origem na época do Energy.Atraves da amizade de Bolin com o tecladista Jan Hammer, ele conheceu o excepcional baterista Billy Cobham, recem saído de sua estada no Mahavishnu Orchestra. Em outubro de 1973 Bolin foi chamado para participar do disco solo de Cobham, "Spectrum". Muito por causa dos solos esplendidos de Tommy o album é um marco e um dos melhores discos do estilo. Um dos pontos altos do disco está inclusa aqui, "Quadrant 4".O próximo passo foi um convite para integrar o The James Gang. Ele foi chamado pelo próprio guitarrista fundador do grupo, Joe Walsh para substituir Domenic Troiano, que não havia se adaptado ao grupo. Era 1973 e Troiano foi para o Guess Who e Tommy entrou para o lendário The James Gang. Em apenas alguns meses o primeiro disco do grupo estava nas lojas, "Bang". A maior parte das composições era de Bolin, na verdade 8 das 9 faixas do disco. O disco tambem marca a primeira vez que Tommy faz o vocal principal, o que acontece na faixa "Alexis" (tambem incluida aqui na caixa). Infelizmente a lua de mel com os integrantes do The James Gang logo se deteriorou, com os demais membros se mostrando insatisfeitos com as músicas de Tommy. O segundo disco, "Miami", lançado em 1974, mostra um Bolin perdendo interesse no som do grupo. Apesar disso existem vários pontos altos, especialmente na grande guitarra dele em faixas como "Spanish Lover". De todo modo o disco chamou a atenção de Richie Blackmore declarando que Tommy Bolin era um dos poucos guitarristas americanos dignos de atenção.Ele finalmente saiu do The James Gang no final de 1974 e participou das gravações de um disco do grupo Rainbow Canyon. Ainda participou de sessões de gravações de Dr. John e de Alphonse Mouzon, baterista de jazz. Tommy participou de 4 faixas do disco de Mouzon, "Mind Transplant", duas delas estão aqui. O som é próximo ao do disco de Billy Cobham, rock-jazz fusion.Por essa época a Atlantic Records ofereceu a Bolin a chance de gravar seu próprio disco solo. A idéia inicial dele era gravar um LP com um lado de músicas com vocais e o outro com instrumentais com um muito espaço para a experimentação. Quando a Atlantic começou a dar muitos palpites sobre como o disco deveria ser, Bolin voltou atrás e decidiu adiar o projeto e começou a gravar demos com suas músicas e com ele mesmo como vocalista. Foi ajudado nisso por integrantes dos Beach Boys que lhe deram dicas de técnica vocal. Uma das demos está nesta caixa tambem, "Brother Brother", uma faixa inédita então. Essas demos lhe renderam um contrato com a gravadora de jazz Nemperor. Nesse meio tempo um desesperado Deep Purple procurava por Bolin após ter seu guitarrista fundador Richie Blackmore deserdado o grupo após o ótimo disco "Stormbringer". Blackmore saiu em meados de 1975 para fundar seu próprio grupo, o Rainbow. O Deep Purple decidiu continuar sem Blackmore e seus membros fizeram listas de prováveis substitutos. David Coverdale foi quem indicou Bolin para um teste. O problema era que ninguem conseguia localizar o homem. Foi um dos roadies do Purple que conseguir achar Bolin, que na época morava em Malibu. Bastou a Bolin plugar sua guitarra em um stack de 4 Marshalls para ser aprovado no Purple. Em pouco tempo Bolin e Coverdale compuseram material para metade de um disco. Entre maio e junho de 1975 Bolin tirou um intervalo para gravar seu disco solo "Teaser". Em julho ele se reuniu novamente com o Purple para uma série de ensaios sérios para um novo disco e turnê. Ele alternou seu tempo entre as mixagens do seu disco solo, as gravações de "Come Taste The Band" e ainda os ensaios para a turnê, que se iniciaria no Havaí. A reação ao disco do Purple foi de perplexidade. Enquanto hoje em dia já se dá o status de clássico ao disco, à época parecia uma heresia a mudança de sonoridade que o disco tem. Ao invés de músicas marcadas pelos famosos riffs de guitarra de Blackmore havia agora um avanço para um lado mais funky e jazzy, alem de vocais quase soul, algo que Glenn Hughes já tinha, mas que é marcante aqui. Em relação aos discos anteriores do Purple foi um fracasso comercial. Mas aos poucos os fãs começaram a reconhecer os méritos do disco. Um dos pontos altos é o instrumental "Owed to 'G'", G, no caso, significa George Gershwin. Quase ao mesmo tempo "Teaser" tambem foi lançado. Disco extremamente variado, mostrando várias facetas do músico Tommy, com a usual variedade estilo de que era capaz.Neste ponto é que o Deep Purple toma conhecimento do estado de saúde de Bolin, que estava viciado em heroína. Na véspera da turnê, Tommy faz uma má aplicação e acerta um músculo, o que lhe paralisa o braço esquerdo e na maior parte dos shows ele tem que tocar sem sua usual habilidade. Na impossibilidade de desmarcar os shows, Jon Lord arca com a responsabilidade de fazer os solos que Tommy estava incapaz de fazer.A tour pela Asia estava irremediavelmente arruinada; platéias vaiavam Bolin e clamavam pela volta de Ritchie. Os shows do Japão já estavam agendados para serem gravados e um Purple desgostoso teve que engolir o souvenir destes shows, o "Last Concert In Japan", que absolutamente não é o retrato do que Bolin podia fazer.Em 1976 começa a tour pela America. Com Bolin recuperado alguns shows são realmente excitantes e ele estava novamente confiante. Mas em seguida vinha outro passo difícil: a tour pela Inglaterra. Como Ian Paice chegou a explicar, nos shows Tommy precisava de um tempo para esquentar e engatar. A platéia britanica foi impiedosa. As vaias eram rotina e com isso Bolin não suportou a pressão. Era o fim dele no Purple."Private Eyes", o segundo solo dele foi gravado em seguida. Apesar de não ser bom como "Teaser" tinha seus momentos, como "Hello Again". Novamente é um disco bastante eclético, que tem desde jazz-rock a pop.Em meio a isso Bolin ainda foi requisitado para gravar no disco de estréia do Moxy, que tambem tem duas faixas nesta coletanea.Para a promoção de "Private Eyes" Tommy montou o Tommy Bolin Band, que abriu shows para Robin Trower e Jeff Beck. Justamente num desses shows abrindo para Beck, em 3 de dezembro de 1976 que Tommy desmaiou após chegar ao hotel. Quando a ambulancia chegou ele já estava morto. Com 25 anos de idade Tommy morreu de intoxicação multipla de drogas. Justamente em um momento em que ele estava planejando vários trabalhos novos e estava tentando se livrar dos vícios. "The Ultimate" dá uma boa mostra do potencial de Tommy e o que o mundo perdeu.

Disco 1:
1.sail on (zephyr)
2.cross the river (zephyr)
3.see my people come together (zephyr)
4.showbizzy (zephyr)
5.alexis (the james gang)
6.standing in the rain (the james gang)
7.spanish lover (the james gang)
8.do it (the james gang)
9.quadrant 4 (billy cobham)
10.train (moxy)
11.time to move on (moxy)

Disco 2:
1.golden rainbows (alphonse mouzon)
2.nitroglycerin (alphonse mouzon)
3.gettin' tighter (deep purple)
4.owed to 'g' (deep purple)
5.you keep on moving (live, deep purple)
6.wild dogs (live, deep purple)
7.dreamer (tommy bolin)
8.people, people (tommy bolin)
9.teaser (tommy bolin)
10.sweet burgundy (tommy bolin)
11.shake the devil (tommy bolin)
12.brother, brother (tommy bolin)

http://rapidshare.de/files/39896452/Tommy_Bolin_-_The_Ultimate_-_by_lets_rock.rar.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...