17 de dez de 2008

Neil Young

O ano de 1975 foi decisivo na carreira de Neil Young. Afinal, o artista saia de um período barra pesada, marcado pelo distanciamento do público, desentendimentos com a imprensa, morte de amigos por overdose (o guitarrista Danny Whitten e o roadie Bruce Berry) e um grande abuso de álcool e drogas. Assim, o lançamento de dois discos incríveis seguidos foi a mola que impulsionou o compositor para mais uma fase memorável na sua trajetória.
Em junho, Tonight’s The Night foi editado. O álbum havia ficado pronto dois anos antes, mas a gravadora se recusou a lançá-lo. Afinal, fora composto e gravado no momento mais crítico da vida de Young, e o LP é um retrato pesaroso dessa fase. É um trabalho pesado, tanto na sonoridade quanto nas letras. Mas justamente por isso, é um disco forte! A Reprise (subsidiária da Warner) temia que o público se assustasse com a metamorfose do artista que, em 1972, havia apresentado Harvest ao mundo (acústico, sereno, bucólico), e no ano seguinte surgia com um trabalho tão contrastante (elétrico, nervoso, denso). Dessa forma, engavetou um dos discos mais pungentes da história da música. Porém, seu (re)surgimento não poderia ter sido em melhor hora. Uma obra clássica como essa não poderia passar despercebida, e com ela Neil conseguiu chamar as atenções para si outra vez.
Em novembro de 1975, apenas 5 meses depois de Tonight’s The Night, foi a vez de Zuma chegar às lojas. Com esse álbum sóbrio, o compositor fez as pazes com o público e a crítica. Passeando pelo folk, hard e country rock, o disco alterna momentos acústicos e elétricos de maneira coerente e precisa, cheio da fúria contida característica de Neil. Quem o acompanha nesse trabalho é a Crazy Horse, sua fiel escudeira quando a intenção é fazer barulho. Desde a primeira vez em que tocaram juntos (gravando em 1969 o inacreditável Everybody Knows This Is Nowhere), a banda mudou de formação apenas uma vez (e só porque Danny Whitten morreu). E é em Zuma que Frank Sampedro estréia na guitarra base. Detalhe que já torna esse álbum marcante na carreira do artista.
Tonight's the Night (1975)

Faixas:
1. Tonight's The Night
2. Speakin' Out
3. World On A String
4. Borrowed Tune
5. Come On Baby Let's Go Downtown
6. Mellow My Mind
7. Roll Another Number (For The Road)
8. Albuquerque
9. New Mama
10. Look Out Joe
11. Tired Eyes
12. Tonight's The Night Pt2

http://rapidshare.com/files/123155823/1975Night.rar.

Zuma (1975)

Faixas:
1. Don't Cry No Tears
2. Danger Bird
3. Pardon My Heart
4. Looking For A Love
5. Barstool Blues
6. Stupid Girl
7. Drive Back
8. Cortez The Killer
9. Through My Sails
http://rapidshare.com/files/123155749/1975Zum.rar.

Neil Young - Cortez the Killer (live)


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...