12 de jun de 2008

Deep Purple - 1975 - Days May Come And Days May Go


O Deep Purple dos anos 60/70 era um verdadeiro fenômeno. Alguém pode preferir a formação com Gillan e Glover, a formação com Coverdale e Hughes ou até mesmo a com Nick Simper e Rod Evans, que vai sempre ouvir uma banda de primeiríssima linha, mesmo que os estilos mudassem. De quebra tem até o flerte com o progressivo e o clássico.
Uma prova do quanto a banda era notável é este disco aqui. Lançado em 2000, ele retrata o grupo em estúdio logo depois de sua mudança mais traumática, a saída do fundador Ritchie Blackmore e a entrada do novato Tommy Bolin (1951-1976), em 1975.
São ensaios, versões embrionárias de músicas que entrariam no disco Come Taste The Band e jams! Indispensável para fãs do Purple e de hard rock em geral – e principalmente para quem aprecia ou quer conhecer o gênio que era Tommy Bolin। Pena que, como tantos gênios, jogou fora a carreira e a própria vida na canoa furada das drogas.
Faixas:
1. Owed To "G"
2. If You Love Me Woman
3. The Orange Juice Song
4. I Got Nothing For You
5. Statesboro Blues
6. Dance To The Rock & Roll
7. Drifter (Rehearsal Sequence)
8. Drifter (Version 1)
9. The Last Of The Long Jams
10. I Got You Babe

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...