8 de mai de 2009

Ozzy Osbourne: Blizzard of Ozz - [1980]

Após o divórcio com o Black Sabbath, motivado pelo desgaste causado pela difícil convivência de egos feridos na turnê do mal sucedido álbum “Never Say Die”, de 1979, onde constantemente eram massacrados pela banda de abertura, o então furacão em ascensão Van Halen, Ozzy Osbourne encontrava-se completamente falido e desacreditado.

Em virtude de sua dependência química e alcoólica, vivendo de aparências e contando somente com o tino comercial de sua esposa Sharon Osbourne, recém promovida à empresária que, movida pela necessidade e circunstâncias, conseguiu à duras penas, um contrato para dois discos com um pequeno selo chamado Jet Records.

A gravadora, reticente em disponibilizar uma grande verba ao seu novo contratado, já havia se pronunciado negativamente em relação aos orçamentos e custos de produção, pois Ozzy era tratado como investimento de alto risco devido às inúmeras declarações colhidas junto a crítica especializada e pessoas próximas, que relatavam fatos poucos elogiosos sobre sua última fase de ‘front-man’ no Black Sabbath. Ozzy esquecia-se das letras e se apresentava de forma catatônica ao vivo. Mais tarde, isto seria transformado em marketing pessoal, uma verdadeira assinatura artística.

O que era considerado dificuldade para a maioria das pessoas, Sharon Osbourne transformou em oportunidade para o renascimento da carreira do marido e a criação de várias lendas e mitos. Visando uma boa abertura no mercado americano e já influenciados pelo assombro causado por Eddie Van Halen e sua revolucionária técnica na guitarra, Sharon organizou uma audição em Los Angeles afim de recrutar um guitarrista.

Uma lista interminável de bons candidatos ao cargo de ‘guitar-hero’ se dispuseram a fazer o teste mas, atendendo ao apelo de um amigo em comum, Dana Strum, baixista do Slaughter, Ozzy conheceu não apenas um excelente guitarrista, mas um mito.
Randy Rhoads, então com 22 anos, a princípio não se mostrava muito interessado em participar da audição uma vez que sua banda Quiet Riot começava a decolar, mas se rendendo à insistência de Dana e mostrando boa vontade, concordou. Com uma guitarra na mão e um pequeno amplificador Fender na outra, foi apresentado a Ozzy Osbourne. Ao observar suas unhas pintadas de preto, Ozzy perguntou: “Você é gay?”. Randy placidamente continuou a ligar seu equipamento e a afinando sua guitarra num rápido arpejo respondeu: “Eu não!... E você, é?”.

Bastou apenas o aquecimento para Ozzy perceber o real valor de seu novo pupilo. De temperamento dócil e amigável, sempre disposto a colaborar, Randy Rhoads foi uma injeção de ânimo e determinação criativa na carreira de Ozzy, coisa que nunca havia experimentado com seus ex-parceiros. De posse desse trunfo, voltou para a Inglaterra onde arregimentou o baixista Bob Daisley, que acabara de ser dispensado do Rainbow por Ritchie Blackmore, o baterista Lee Kerslake, ex-Uriah Heep, e o tecladista Don Airey, com quem já havia trabalhado nas gravações de “Never Say Die”.

O resultado final dessa alquimia foi a criação de nove faixas num álbum que traz o mais puro Heavy Metal clássico que, vendendo 500.000 cópias em apenas 100 dias, consagrou Randy Rhoads como guitarrista revelação na conceituada revista americana Guitar Player, interrompendo o reinado absoluto de Eddie Van Halen e sedimentando de vez a carreira do casal Osbourne nos “mega-business” do Rock’n’Roll.

Tudo, do mais importante ao mais bizarro, que se sucede na trajetória do “Príncipe das Trevas” até os dias de hoje, teve origem a partir do lançamento deste histórico álbum. O resto, eu conto depois...

OZZY OSBOURNE: BLIZZARD OF OZZ [1980]

01-I Don't Know
02-Crazy Train
03-Goodbye To Romance
04-Dee
05-Suicide Solution
06-Mr Crowley
07-No Bone Movies
08-Revelation(Mother Earth)
09-Steal Away(The Night)
10-You Lookin' Ate Me Lookin' At Ypu(Bonus Track)


PRODUÇÃO: Ozzy Osbourne / Max Norman
Gravado no Ridge Farm Studios em Surrey, Inglaterra em março de 1980

FORMAÇÃO:
Ozzy Osbourne (Vocais)
Bob Daisley (Baixo)
Randy Rhoads (Guitarra)
Lee Kerslake (Bateria)
Don Airey (Teclados)


http://sharebee.com/7fc7507c

Um comentário:

nosferatu_dark- disse...

gracias mi hermano por el disco muy bueno

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...