24 de ago de 2008

Irish Tour - Rory Gallagher - 74


retratarei aqui,pela segunda vez nessa semana,um dos ícones mais queridos e ‘underground’ por opção, dos saudosos anos 70. Trata-se do guitarrista Rory Gallagher.Em tempos onde o termo globalização ainda não havia sido criado, Rory Gallagher transcendeu em adotar e difundir de forma definitiva o Blues tradicional e o Hard Rock como seu estilo musical. Era chamado carinhosamente de ‘guitarrista das multidões’ em virtude de seu jeito despojado e comunicação com seu fiel público.Livre do estigma de sua ex- banda, a Taste que findara em 1971, e embasado em vendas consagradoras de seu álbum “Live in Europe” de 1972, que lhe valeu um disco de ouro, de “Blue Print” e “Tatto” ambos discos de estúdio de 1973 e ainda do “BBC’s Sessions” de 1974, quando teve a honra de ter sido convidado especial de seu ídolo e lenda viva do blues, Muddy Waters, Rory Gallagher ganhava a fama e o respeito mundial de uma forma definitiva.Com suas apresentações incendiárias e desprovidas de qualquer tipo de produção mais elaborada, tão comum aos grandes mitos de sua época, bastava para Rory sua fiel e detonada Stratocater e um cabo ligado direto ao seu amplificador para a magia acontecer.Calcado nesta realidade e na extrema vontade em permanecer em seu ‘habitat’ natural, que eram os palcos, o nosso ‘guitar-hero’ e sua gravadora resolveram repetir a dose e lançar mais um trabalho ao vivo em curto espaço de tempo, devido às impecáveis apresentações em sua terra natal, a Irlanda.Gravado nas cidades de Belfast, Dublin e Cork com a Lane Móbile Unit e tendo como apoio Gerry McAvoy no baixo, Lou Martin nos teclados e Rod de‘Ath na bateria, “Irish Tour” foi lançado em 1974 e rapidamente resultou em outro êxito, obtendo vendas superiores a dois milhões de cópias e servindo para Rory receber uma série de elogios por suas performances, sendo considerado pela conceituada revista Melody Maker, como melhor guitarrista daquele ano, culminando inclusive, com convites tentadores para fazer parte do Free de Paul Rogers,Ritchie Blackmore quando este saiu do Purple e até, pasmem, substituir Mick Taylor nos Rolling Stones.Fiel e purista em suas convicções, inclusive de não permitir-se participar de gravações de vídeos-clips e nada afeito ao ‘glamour’, seguiu carreira solo até falecer em 1995 vitimado por um transplante de fígado mal sucedido em meio a mais uma turnê, dentre as várias de sua brilhante carreira. Influenciou com sua arte e simpatia vários monstros sagrados do rock’n roll tais como Brian May, Jimmy Page, Gary Moore, Slash, Bono & The Edge, etc.Foram mais de 30 milhões de discos vendidos em todo mundo ao longo de sua trajetória,e isso em se tratando de um artista,que pelo menos que me conste,nunca fez qualquer concessão ao comercialismo. Para ter-se a idéia de sua relevância, em virtude do 50º aniversário da Fender, a Stratocaster de Rory foi adquirida junto à sua família: foi estudada, copiada fielmente e lançada numa versão limitada chamada Rory Gallagher Tribute Stratocaster. Privilégio para poucos e uma justa homenagem a quem devotou sua vida inteiramente ao Blues e ao Rock’n Roll.


Neste disco ao vivo Irish Tour,assim como no anterior,Live In Europe,é que dá pra sentir a força de Rory em cima de um palco,ao lado da extensão de seus braços,a Fender da foto acima.Note que é muito difícil flagrar Rory separado dela,raras são as fotos em que ele não aparece empunhando seu instrumento de magia,por isso mesmo postei aqui as duas capas de Irish Tour,uma seguindo a tradição de suas capas,e a outra da maneira como se vê,como se fosse uma folha de papel datilografada,simples como Rory sempre fez questão de ser.Irish Tour é um belo disco ao vivo onde Rory toca aacmpanhado de seus competentes companheiros,como o amigo inseparável Gerry McAvoy (Baixo),que o acompanharia até seus últimos dias,Lou Martin (Teclados)Rod de’Ath (Bateria e Percussão),uma banda coesa,que não se alongava fazendo solos intermináveis,como era comum na época,mas que nem por isso deixava de mostrar toda a competência,harmonia e coesão necessários a músicos propensos a grandes apresentações,e Irish Tour é uma grande apresentação ao vivo,das melhores que se pode encontrar por aí.

FAIXAS DO DISCO:

01. Cradle Rock
02. I Wonder Who
03. Tattoo’d Lady
04. Too Much Alcohol
05. As The Crow Flies
06. A Million Miles Away
07. Walk On Hot Coals
08. Who’s That Coming?
09. Back On My Stompin’ Ground (After Hours)

MÚSICOS:

Rory Gallagher (Vocais, Guitarra e Harmônica)
Gerry McAvoy (Baixo)
Lou Martin (Teclados)
Rod de’Ath (Bateria e Percussão

LINK:

Um comentário:

João Marcos Durski disse...

Parabéns pelas fotos. Tenhouma webradio que toca muito Rory Gallagher e meu facebook tem mais de 1400 fotos dele.
http://blogdojuma.blogspot.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...